Rondoniaovivo.com

Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2013 às 14:50 - Atualizado em Quarta-Feira, 11 de Setembro de 13 às 15:47

COMUNICAR ERRO

Tribunal pode analisar novamente caso de nepotismo que envolve juíza de Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu na última semana ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, para que a Corte reavalie decisão que liberou uma juíza do trabalho em Rondônia e sua irmã do pagamento de multa pela prática do nepotismo no TRT-14ª Região, ato caracterizado como improbidade administrativa. O caso poderá ser julgado pela 2ª Seção do Tribunal.
Maria do Socorro Costa Miranda é apontada em ação civil pública do MPF como a responsável pela lotação e manutenção da própria irmã, Maria de Fátima Moraes Costa, como chefe de gabinete da magistrada. As duas foram condenadas em 1ª instância ao pagamento de multa civil no valor de aproximadamente R$ 36 mil reais, mas tiveram recurso acatado pela maioria dos desembargadores da 3ª Turma do TRF1, que modificaram a sentença anterior, por acreditarem que não haveria má-fé por parte das rés. O acórdão se amparou em uma Resolução do TST vigente à época e no fato de a nomeação ter sido feita pela Presidência do TRT.
Como a decisão da Turma não foi unânime, o MPF recorreu para que outro colegiado do Tribunal – no caso, a 2ª Seção - julgue o pedido e decida pela condenação das duas rés por improbidade. De acordo com o recurso, mesmo que a contratação tivesse amparo na Resolução do TST, a proibição ao nepotismo decorre do próprio texto constitucional. “Não há necessidade de lei formal editada para se ter como imoral, desonesto, e inconstitucional qualquer ato de nomeação de parente para servir junto ao agente político respectivo”, defendeu o procurador regional da República Renato Brill.
A irmã da magistrada foi nomeada ao cargo em 1995 e mantida até 1999, período em que já vigorava a Lei de Improbidade Administrativa. Em 1996, foi editada a lei que veda a prática de nepotismo na Administração Pública, o que não impediu a irmã da juíza de continuar ocupando a função de chefe de gabinete no órgão. “Restou ainda mais evidenciado o dolo em função da sua elevada posição de Juíza do TRT-14ª Região, com pleno conhecimento do texto constitucional e das leis aplicáveis à espécie, além de conhecedora dos princípios norteadores da Administração Pública, portanto, não há que se falar em ausência de má-fé”, argumenta o procurador.
O pedido do MPF foi encaminhado ao relator do processo, juiz federal convocado Renato Martins Prates, que decidirá se o caso poderá ser novamente julgado.

Fonte: Assessoria


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Imagem contato WhatsApp Rondoniaovivo
Geral 12/02/2016 06:37

NOVELAS - Veja o que vai acontecer nesta sexta-feira

Cacoal 11/02/2016 18:05

Jovem desaparecido é encontrado morto

Polícia 11/02/2016 17:28

Adolescente morre após ser atacado com arma artesanal em unidade de internação

Entretenimento 11/02/2016 17:04

Brasil e EUA fecham acordo e esperam desenvolver vacina contra Zika em um ano

Educação 11/02/2016 16:56

7 dicas para aprender qualquer língua na sua cidade (em 1 semana)

Brasil 11/02/2016 16:14

Homem morre durante treino em academia dentro de shopping

Geral 11/02/2016 16:06

Cientistas confirmam que ondas gravitacionais realmente existem

Polícia 11/02/2016 16:06

Acidente em cruzamento da capital deixa motociclista ferido

Vale do Jamari 11/02/2016 15:35

Reforço policial chega para combater crimes de pistolagem

Brasil 11/02/2016 15:10

Campanha da Fraternidade 2016 foca no saneamento básico

Brasil 11/02/2016 15:08

Temer apresenta defesa de processo que pede cassação de seu mandato

Rondônia 11/02/2016 14:58

Escola do Legislativo inicia atividades com 19 cursos

Política 11/02/2016 14:43

Jesuíno Boabaid cobra reforma do Batalhão Rondon

Rondônia 11/02/2016 14:39

Vândalos derrubam 15 torres de linhão e atrasa operação para usinas do Madeira

Política 11/02/2016 14:37

Maurão de Carvalho recebe projeto básico do TCE

Ariquemes 11/02/2016 14:34

Homem é atingido por disparo de arma de fogo durante caça

Política 11/02/2016 14:27

Assembleia Legislativa reabre os trabalhos na próxima terça-feira

Política 11/02/2016 14:18

Michel Temer participa de evento em Porto Velho no próximo dia 19

Capital 11/02/2016 12:01

Obra em calçada não está irregular, prefeitura foi quem invadiu

Vilhena 11/02/2016 11:56

Advogado se envolve em acidente próximo a prefeitura